Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CastVide(Photos)

Fotografias da notável vila de Castelo de Vide

CastVide(Photos)

Fotografias da notável vila de Castelo de Vide

Estacao de Ferroviária de Castelo de Vide

  Veja todas as fotografias em: www.castvide.pt

Estacao de Ferroviária de Castelo de Vide

 

Descrição

Localização

Esta interface encontra-se junto à localidade de Castelo de Vide.

Vias de circulação e plataformas

Em Janeiro de 2011, apresentava 2 vias de circulação, ambas com 215 metros de comprimento, e uma plataforma, com 95 metros de extensão, e 40 centímetros de altura.

Painéis de azulejo

A estação está decorada com vários painéis de azulejo com pintura hiper-realista, retratando vários aspectos da vivência tradicional, e alguns monumentos da vila, como o quadro "Fonte da Vila", contrastando com molduras rectilíneas de carácter modernista, policromadas e com desenhos de elementos vegetalistas. Os azulejos são da autoria de Jorge Colaço, e foram produzidos pela Fábrica Lusitânia.

 

História 

Inauguração e expansão

A construção do Ramal de Cáceres iniciou-se em 15 de Julho de 1878, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses; a abertura ao serviço deu-se no dia 15 de Outubro do ano seguinte, mas a inauguração oficial só foi realizada em 6 de Junho de 1880. A abertura desta estação possibilitou um aumento nas relações comerciais, melhorando consideravelmente a situação económica da localidade de Castelo de Vide.

Ligação prevista a a Fratel e Estremoz

Um decreto de 27 de Junho de 1907 previu a construção de uma linha entre Estremoz, na Linha de Évora, e Castelo de Vide, que devia estar concluída no prazo de 3 anos.

Uma comissão técnica, reunida em 1929 para estudar as ligações ferroviárias em Portugal, apresentou uma proposta para uma linha de via larga, ligando Fratel, na Linha da Beira Baixa, a Estremoz, passando por Castelo de Vide.

Nos princípios da Década de 1930, foi renovado o macadame da estrada de Póvoa e Meadas até Castelo de Vide e a estação ferroviária, um melhoramento que foi muito importante devido ao mau estado em que a estrada se encontrava.

Século XXI

No dia 1 de Fevereiro de 2011, a empresa Comboios de Portugal terminou todos os comboios Regionais no Ramal de Cáceres, ficando esta estação sem quaisquer serviços.

 

estacaocv_mapa.jpg

 

in "https://pt.wikipedia.org"
  

Revestimento cerâmico das fachadas do edifício de gaveto da Rua de Olivença, n.º 3 a 9 e da Rua Alexandre Herculano, Castelo de Vide

    Veja todas as fotografias em www.castvide.pt

gaveto1.jpg

gaveto2.jpg

 

Categoria: Azulejo

 

Nota Histórica: A fachada principal deste edifício (Rua de Olivença, nº 3-9), construído praticamente de raiz na primeira década do sécuo XX, apresenta um revestimento azulejar com padrão bastante comum, em tons de castanho, característico da Fábrica Roseira (Lisboa, Rua de Santa Apolónia, 1833-1880). O módulo único é formado por uma flor circular, com elementos de ligação verticais e horizontais que definem uma trama recticulada em cujos intervalos se inscreve novo elemento fitomórfico de contorno hexagonail recortado.

Remata a fachada uma barra de um único azulejo, de fundo azul e motivos florais azuis e cremes, rematados por filete inferior e superior geométrico verde e creme.

Anexo a este edifício habitacional a antiga garagem foi remodelada cerca de 1919, num gosto marcadamente Arte Nova e sob projecto do arquitecto Ernst Korrodi. Os azulejos caracterizam apenas a fachada lateral, seccionada por dois arcos de grandes dimensões, que se rasgam imediamente antes da varanda superior aberta por arcadas dóricas.

Em tons de azul, verde, castanho e branco, estes azulejos um padrão geométrico inspirado nos azulejos hispano-mouriscos do século XVI, de origem sevilhana.

Ambos os padrões foram aplicados sem barras ou cercaduras, circunscrevendo-se ao espaço definido pela arquitectura. 

 

in "http://www.fontedavila.org"
 

Revestimento cerâmico da Igreja de Nossa Senhora da Alegria, Castelo de Vide

    Veja todas as fotografias em www.castvide.pt

Revestimento cerâmico da Igreja de Nossa Senhora da Alegria, Castelo de Vide

 

Categoria: Azulejo


Nota Histórica: Os azulejos de padrão da Igreja de Nossa Senhora da Alegria encontram-se aplicados no interior e também no exterior do edifício, numa manifestação rara da presença de elementos cerâmicos de padronagem sobre o portal principal e a envolver e a revestir o nicho com a imagem da padroeira do templo, ela própria em cerâmica com a legenda pintada no azulejo que lhe serve de plinto: N.S.DA / ALEGª / RIA. 

O interior, integralmente revestido por azulejo de padrão do século XVII, constitui, com a a Igreja de São Tiago e da Senhora da Penha, um significativo testemunho do gosto por este género de aplicação cerâmica, com padrões muito semelhantes entre si, na vila de Castelo de Vide.

 

in "http://www.fontedavila.org"
 

Revestimento cerâmico da Igreja de São Tiago Maior, Castelo de Vide

    Veja todas as fotografias em www.castvide.pt

Revestimento cerâmico da Igreja de São Tiago Maior, Castelo de Vide

 

Categoria: Azulejo


Nota Histórica: Integralmente revestida por azulejo de padrão do século XVII, a Igreja de São Tiago constitui, com a Igreja de Nossa Senhora da Alegria e da Senhora da Penha, um significativo testemunho do gosto por este género de aplicação cerâmica, com padrões muito semelhantes entre si, na vila de Castelo de Vide. 

 

in "http://www.fontedavila.org"
 

Revestimento cerâmico da Capela de Nossa Senhora da Luz, Castelo de Vide

    Veja todas as fotografias em www.castvide.pt

Revestimento cerâmico da Capela de Nossa Senhora da Luz, Castelo de Vide

 

Categoria: Azulejo


Nota Histórica: A Capela de Nossa Senhora da Luz apresenta um painel de azulejos figurativos, representando Nossa Senhora da Luz, sobre o portal, e, no interior, revestimento de azulejos de padrão, na nave, e de enxaquetados, na capela-mor.

 

in "http://www.fontedavila.org"
 

Revestimento cerâmico da Capela de Nossa Senhora da Penha, Castelo de Vide

    Veja todas as fotografias em www.castvide.pt

Revestimento cerâmico da Capela de Nossa Senhora da Penha, Castelo de Vide

 

Categoria: Azulejo


Nota Histórica: Integralmente revestida por azulejo de padrão do século XVII, a Capela de Nossa Senhora da Penha constitui, com a Igreja de Nossa Senhora da Alegria e de São Tiago, um significativo testemunho do gosto por este género de aplicação cerâmica, com padrões muito semelhantes entre si, na vila de Castelo de Vide. 

 

in "http://www.fontedavila.org"